Pena a Zé Dirceu é mantida e Palocci terá prisão domiciliar

autor Misto Brasília

Postado em 28/11/2018 15:27:18 - 15:26:00


Defesa de Palocci entrou com recurso que foi concedido pela justiça federal/Arquivo

Foi o resultado do julgamento desta tarde no plenário do Tribunal Regional Federal em Porto Alegre

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) julgou na tarde de hoje (28) o recurso de embargos de declaração interposto pela defesa do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu (PT), mantendo sua pena em oito anos, dez meses e 28 dias de reclusão pela prática dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em ação penal no âmbito da Operação Lava Jato.

Além de Dirceu, o seu irmão Luiz Eduardo de Oliveira e Silva e o ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato de Souza Duque, que são réus no mesmo processo, também tiveram os embargos de declaração julgados. Luiz Eduardo teve a sua pena de oito anos e nove meses de reclusão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro mantida. Além disso, Duque também teve a sua pena de seis anos e oito meses de reclusão por corrupção passiva inalterada.

No caso do ex-ministro  da Fazenda Antonio Pallocci (PT), o TRF4 julgou a apelação e concedeu a prisão domiciliar. O caso envolve a negociação de propinas entre a Odebrecht e a Petrobras.


Ibaneis bate boca com deputados distritais da oposição sobre escolas militares
AO VIVO TV Câmara Legislativa
veja +
Maia vai instalar nesta quarta comissão para discutir novas regras para o saneamento
Deputados cobram desbloqueio de recursos para a educação
Presidente da Cobap, Warley Gonçalves, sugere uso da máquina para reeleição
veja +