Dinheiro venezuelano vira bolsas de artesanato

autor Misto Brasília

Postado em 19/05/2018 07:34:56 - 07:28:00


Jesus Campos mostra suas bolsas de bolívares para cliente boliviano/Reprodução/DW

Artigo é confeccionado por 800 notas de bolívares que não compram na Venezuela nem um refrigerante

Quando o sol começa a se pôr na cidade colombiana de Cúcuta, Jesus Campos e sua esposa Gabriela Crespo saem de sua humilde casa com várias bolsas penduradas no pescoço. O casal venezuelano percorre um mercado local e uma praça pública na tentativa de vender bolsas e carteiras coloridas, costuradas cuidadosamente ao longo do dia.

Mas não são acessórios comuns: cada bolsa é composta por 800 notas de bolívares venezuelanos, dobrados e entrelaçados para formar uma avantajada bolsa retangular. Cada carteira é feita com 200 notas do dinheiro cada vez mais desvalorizado da Venezuela. 

Campos afirma que as notas de bolívares usadas para confeccionar uma única bolsa não seriam suficientes para comprar uma garrafa de refrigerante na Venezuela. Na Colômbia, ele vende suas bolsas grandes por aproximadamente 10 dólares – o suficiente para comprar, por exemplo, um quilo de carne, um pedaço de pão, alguns vegetais e a garrafa de refrigerante que não poderia adquirir em sua terra natal. 

"Às vezes, as pessoas me perguntam se as bolsas são feitas com cópias de bolívares", diz Campos, enquanto segura uma delas na mão. "Mas isso não seria lucrativo. É mais barato usar as próprias notas". (Da DW)


AO VIVO TV Euronews
AO VIVO TV NBR
veja +
Ibaneis disse que ficou triste com investigações contra médicos de hospital
Projeto reforça garantia de liberdade de expressão em escolas e universidades
Telefônicas podem ser obrigadas a atender todos os distritos em quatro anos
veja +